Guarani não quer divulgar resultado e escalação de jogo-treino. Uma prova de que a direção do futebol profissional perde pontos nos detalhes…

0
704 views

O Guarani venceu o jogo-treino diante do Atlético Sorocaba pelo placar de 3 a 2. Os torcedores do Guarani – que na realidade são os verdadeiros proprietários do clube- só ficaram sabendo do resultado graças ao trabalho dos repórteres . O Departamento de Futebol Profissional, comandado por Michel Alves, decidiu que não forneceria qualquer detalhe sobre esses confrontos ao público.

Pouco adiantou. Pior: a orientação não foi seguida sequer internamente. Basta dizer que Maxwell, autor dos gols, postou nas redes sociais sobre a atividade. Independente disso, o episódio demonstra de modo cabal o fator que impede o Guarani transformar a responsabilidade administrativa e a austeridade em conquistas. Michel Alves e o Conselho de Administração ficam perdidos nos detalhes.

Pense. O que vai mudar o preço do dólar a divulgação do resultado e a escalação da atividade? Alguém pode dizer que serviria para aqueles que querem ver pêlo em ovo. Argumento sem nexo. Qualquer pessoa que acompanha futebol sabe que os treinos preparatórios não são sentenças definitivas. Jogo-treino então, nem se fala.

No final, ao invés de preservar os jogadores e comissão técnica, Michel Alves transmitiu ao torcedor uma imagem antipática. De desejar distanciamento do torcedor. Sim, porque no final das contas, a informação é sonegada ao torcedor.

Não venham com o argumento de que a vitória ameniza tudo. Até a página 02. No primeiro tropeço, tudo vem à tona. Inclusive as atitudes incoerentes adotadas durante a pré-temporada.

Imprensa não é para ser tratada como inimiga e sim com respeito. Michel Alves diz que respeita o trabalho da imprensa. Com tal postura dá para dizer que existe uma falha de comunicação.

(Elias Aredes Junior-Foto de Thomaz Marostegan)