Após 30 meses de gestão no futebol do Guarani, Michel Alves troca estilo Lebre por padrão tartaruga de gestão. Leia e entenda!

0
378 views

Em entrevista coletiva realizada na tarde desta quarta-feira, o Superintendente Executivo de Futebol do Guarani, defendeu a espera para a contratação do novo técnico após a saída de Daniel Paulista. Segundo ele, é um novo momento de gestão. “A gente precisa manter a cabeça fria para tomar decisões, nada é do dia para a noite. Me perguntaram porquê levou 10, 12 dias para anunciar o treinador. É preciso tempo para conversar, negociar. As coisas aqui hoje são diferentes. Há debates, trocas de ideias, no processo de contratação de treinador. O Chamusca veio pelo histórico dele no clube. E nós buscamos um novo caminho a seguir”, afirmou o dirigente remunerado.

É uma mudança de estilo em relação ao procedimento adotado pelo próprio dirigente desde o dia em que foi contratado no dia 28 de novembro de 2019. De acordo com dados presentes no site do pesquisador da história do Guarani, José Ricardo Lenzi Mariolani, a primeira saída encarada por Michel Alves foi a de Thiago Carpini no dia 29 de agosto de 2020. Seu substituto, Ricardo Catalá, foi contratado apenas um dia depois, no dia 30 de agosto.

Com aproveitamento de 33,3%, Catalá saiu no dia 07 de outubro de 2020 e Felipe Conceição foi arregimentado no dia 09 de outubro. Após receber uma proposta do Cruzeiro, Conceição definiu o seu desligamento no dia 29 de janeiro de 2021. Allan All chegou sete dias depois, no dia 04 de fevereiro. Apesar de ter chegado as quartas de final do Paulistão, a eliminação para o Mirassol representou o argumento para a queda de Allan Aal no dia 18 de maio. Daniel Paulista desembarcou em Campinas no dia 24 de maio.

Ou seja, a saída de Daniel Paulista no dia 04 de maio e a chegada de Marcelo Chamusca no dia 19 de maio representou o maior período de vacância no cargo de treinador do Guarani desde que Michel Alves assumiu o comando do futebol bugrino. Foram 15 dias sem um técnico fixo. Trocou a lebre pela tartaruga. Tomara que dê certo.

(Texto e reportagem: Elias Aredes Junior-Foto de Thomaz Marostegan-Guarani F.C)