Atuações Ponte Preta: Três erros defensivos e um gosto amargo para o torcedor pontepretano. Por Israel Moreira

0
413 views

 

Ivan – Nenhuma culpa nos gols sofridos e uma boa defesa no primeiro tempo: 5

Kevin – Algumas boas jogadas na linha de fundo e um bom chute de fora da área. Mas, alguns vacilou na marcação, de posicionamento e dando condições ao adversário, deixaram sua nota na média: 5

Fabio Sanches – Ainda é o melhor zagueiro do elenco. Errou no posicionamento do segundo gol, assim como toda defesa: 4,5

Rayan – É ao lado do Fábio Sanches, a melhor dupla de zaga da equipe. Porém um erro bisonho na cobertura de um lance, na qual vacilou na cobertura de um escanteio (a bola estava em seu pé), que originou o terceiro gol do adversário; 4

Rafael Santos – Mais uma boa partida do lateral ponte-pretano, com lances agudos e bom arremates ao gol: 6

Andre Luiz – É o mais fraco tecnicamente entre os volantes do elenco. Não dá para entender a não escalação do Lucas Candido. Erra passes fáceis e uma furada horrorosa, responsável direto pelo gol de empate no primeiro tempo: 3,5

Marcos Junior: Dentre os três volantes que iniciaram a partida, o mais regular. Fez seu primeiro gol com a camisa ponte-pretana e foi importante nas jogadas pelo lado direito de ataque: 5

Léo Naldi – Hoje, abaixo do que já apresentou com a camisa da Macaca: 4,5

Richard – Nada que o credencia com a titularidade da equipe. Fraco e estabanado: 3,5

Rodrigão: Mais magro, fez boa partida principalmente no primeiro tempo. Um gol e uma bola trave. Menos de 15s da etapa final, perdeu um gol claro que poderia ter matado o jogo. Uma pena: 6,5

Moisés – Muito abaixo do que já apresentou com a camisa do clube. Tecnicamente, não está bem. Perdeu um gol inacreditável no segundo tempo: 4,5

Gilson Kleina – Fez as alterações que deveriam ser feitas. Poderia ter antecipado à entrada de um dos meias armadores que estavam no banco, Matheus Anjos ou Camilo. O empate do Náutico ocorreu aos 5min do segundo tempo, ali poderia ter ocorrido a alteração.
No mais, fez o que estava ao seu alcance: 5

Substituições:

Iago e Yago – Nada acrescentaram a equipe: Sem nota.

Matheus Anjos – Poderia ter sua entrada antecipada e ter ajudado a equipe para no mínimo arrancar o empate. Tem um bom passe e joga de cabeça erguida e tem boa leitura de jogo: 5

Camilo – Camilo, mais uma vez, não acertou nada. Nem passes, nem escanteio: 4

Veras – Uma grande chance criada e perdida no segundo tempo; 4

Resumo do Jogo:

A derrota da Macaca no retorno do seu torcedor no Majestoso, não era o resultado que a torcida, o elenco e comissão técnica queriam. Mais uma página triste na história de 121 anos do clube.

Alguns pontos importantes foram apresentados na partida. Rodrigão, fisicamente mais magro, conseguiu apresentar uma melhora considerável no seu rendimento.
Moisés não vem conseguindo apresentar rendimento físico e técnico, como já ocorrerá durante a competição.

Matheus Anjos, pode ser muito bem aproveitado e não só como opção no segundo tempo.
O esquema com três volantes, deveria ser aprimorada principalmente fora de casa.
No Majestoso, poderia ser trabalhado, alternativas de criação com Lucas Cândido como volante e Matheus Anjos na armação das jogadas.

Obs: Jean Carlos, meia do Náutico que é muito bom jogador, e pela série B que vem apresentando, não poderia em nenhum momento receber bola na Intermediária sozinho e com chances de armar as jogadas. Falha crucial dos volantes (os três) e resultado negativo da Macaca em casa.

(Por Israel Moreira- Especial para o Só Dérbi-Foto de Alvaro Junior-Pontepress)