Direito de Resposta: Torcida Jovem responde texto de autoria de Elias Aredes Junior, publicado no Só Dérbi

0
1.754 views

Campinas, 28 de maio de 2022

Caro Sr Elias

Vimos por essa solicitar o direito de resposta/esclarecimento pelo seu texto sobre as Organizadas.

Vemos seu texto com certa indignação e preocupação. Indignação devido ao papel pelo Sr ter citado as Organizadas com relação às cobranças de forma violenta de uma campanha que a nenhum Pontepretano agrada, como dito, “há tempos as Organizadas já teriam
invadido o Majestoso e quebrado tudo”. Friso que em um passado recente os protestos eram mais exagerados, mas não ao ponto de quebrar o Majestoso, nossa casa por nossos antepassados construída e respeitada.

Indigna ainda o fato da hipótese de vantagens financeiras por nós recebidas a título de nos calar, o que senhor disse não acreditar, mas a simples citação de tais vantagens já serve de incitação para os pelo Sr dito “torcedores comuns”, termo esse por nós considerado pejorativo uma vez que somos todos PONTEPRETANOS tecerem comentários e
opiniões passíveis de respostas que possam gerar discórdia.

Indigna ainda o texto dizer que “sem pudor” entramos na vida política de nossa Amada. Para tanto deveríamos ter esse pudor?

O Organizado não goza do direito de ser participativo? O senhor cita ainda as Organizadas como órgão fiscalizador, esse papel cabe dentro de nosso estatuto ao Conselho Deliberativo, ao qual pela porta da frente entramos e ali sim exerceremos nosso papel de fiscais da gerência de nossa Amada.

Afinal o tempo passa para todos, a idade nos dá  discernimento para que tomemos atitudes não mais juvenis e ajudemos da melhor forma.

Não temos presidente de estimação, não apoiamos presidente A ou B, todo nosso amor e dedicação são voltados à Ponte Preta. Vemos sim um cenário de mais de 20 anos que estava nos corroendo e precisava ser alterado.

Para tanto optamos pela não violência e sim sermos partícipes do dia a dia de nossa Amada. A preocupação advém da forma como o texto implicitamente prega sim
a violência, de que as Organizadas devem agir e no entendimento é a
cobrança por vezes feitas de forma violenta.

Não o faremos, o momento é de preocupação sim, mas é um momento de mudanças, algumas atitudes nesse começo hão de doer e castigar o já sofrido coração
Pontepretano, mas acreditamos no bem maior.

Para finalizar Sr. Elias, exerça sempre seu papel de jornalista, garantido
por lei, conquistado pelo seu suor. Mas fica a sugestão de em uma próxima vez nos chame, nos questione, busque mais informações, como bom jornalista busque os fatos, faça ao vivo para sua audiência, estamos à disposição.

Somos a TORCIDA JOVEM AMOR MAIOR, a maior torcida organizada do interior do Brasil, a primeira do estado, vivemos pela nossa amada ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA PONTE PRETA, estamos exercendo nosso direito de ter a palavra na Amada e tentar junto ao Conselho Deliberativo mudar o rumo para o norte que acreditamos ser correto. O momento é
de união e não de desagregação.

A DIRETORIA
TORCIDA JOVEM AMOR MAIOR.

Observação: O Só Dérbi convida oficialmente um ou dois integrantes da Torcida Jovem para participar da Live “Domingo Bola” neste domingo, a partir das 19h. Acredito em diálogo feito com gentileza, educação, cordialidade e capacidade de discernimento para discutir os rumos da Ponte Preta, não somente na Série B mas para os próximos quatro. Convite feito e esperamos que ele seja aceito.