Diretoria da Ponte Preta reivindica participação na campanha da Sul-Americana em 2013

0
835 views

Na tentativa de reconstruir elos e bom relacionamento com as arquibancadas, o vice-presidente da Ponte Preta, Giovanni Dimarzio aproveitou sua entrevista na Radio Central na sexta-feira (02/09) para tentar esclarecer um mal entendido na sua visão. Para ele, existe participação efetiva da atual diretoria na campanha que culminou com o vice-campeonato da Sul-Americana em 2013. Confira as declarações do dirigente e na sequência a resposta que o ex-presidente pontepretano Márcio Della Volpe concedeu ao site Só Dérbi.

Mérito de todos na Campanha da Sul-Americana

Outra dia eu li uma pessoa que escreveu: a gestão passada levou 30 mil no estádio do Pacaembu e a atual não leva 8 mil em jogo contra o Corinthians. Vamos deixar uma coisa bem clara: a gestão passada é a mesma da atual. Na gestão passada quem tocava era o presidente Sérgio Carnielli. O tesoureiro era o Vanderlei Pereira”

Sérgio Carnielli, o investidor

O Sérgio Carnielli colocou dinheiro e não foi pouco para a Ponte Preta contratar Elias, Felipe Bastos e Leonardo (em 2013). Foram contratações pontuais para fazer uma boa campanha na Copa Sul-Americana e para inclusive fazer uma campanha no Segundo turno que lhe credenciaria para não ser rebaixada.

Quem mobilizou para trazer 30 mil pessoas ao estádio do Pacaembu foi esta gestão. Isto precisa ser dito. Quem conquistou o vice-campeonato da Sul-Americana foi esta mesma gestão”.

O Papel de Márcio Della Volpe

O Márcio Della Volpe era o presidente, mas ele só conseguiu executar tudo isso com o apoio do Vanderlei Pereira, que era o diretor financeiro, com aporte do Sérgio Carnielli. Eu cuidava das caravanas da Ponte Preta. É importante o torcedor entender isso. Não mudou a gestão. O que aconteceu? Saiu o Márcio Della Volpe. Foi uma opção do Vanderlei Pereira, do Sérgio Carnielli, dos mentores desta chapa mudar. Simples. Mas é a mesma direção”.

Ambição para o futuro

Essa continuidade e unidade da diretoria é preponderante para a Ponte Preta fazer boas campanhas. Esta diretoria quer algo a mais. Este time tem condições. Criou-se uma estigma de que esta diretoria não quer ser campeã e o Márcio Della Volpe queria. Esta é maior mentira que existe. Nós mesmos estávamos na campanha. Queremos o titulo da Copa do Brasil, mas deve ser dado um passo de cada vez. O objetivo agora é permanecer. Primeiro queremos fazer 45 pontos e depois vamos lutar por 60, 62 pontos. Acreditamos que temos um time forte”

A resposta de Márcio Della Volpe

O ex-presidente pontepretano, em contato com o Só Derbi esclareceu de que não acompanhou a entrevista concedida por Dimarzio, mas pelo teor que ouviu de amigos e conhecidos não há motivos para mágoas ou aborrecimentos:

Nunca desmereci a nossa diretoria na conquista da Sul-Americana, que acho que é uma conquista. Independente do título não ter vindo houve projeção. E não podemos desmerecer as pessoas que estavam lá, inclusive o Giovanni e nem o Vanderlei. O Sérgio (Carnielli) não porque ele declara publicamente que era totalmente contra a Sul-Americana e deu uma declaração na outra rádio (Bandeirantes) de que brigou para a gente sair da Sul-Americana. Então, não dá para contar com o apoio do Sérgio”