Ex-presidente Vanderlei Pereira aciona justiça e cobra dívida de R$ 1,3 milhão da Ponte Preta

0
2.187 views

Presidente da Ponte Preta entre 2015 e 2017, o empresário Vanderlei Aparecido Pereira entrou no final do ano de 2021 com um processo contra o clube para cobrar uma dívida no valor de R$ 1.334.827,31. O processo foi impetrado final do ano passado e começou a andar em janeiro no poder judiciário após o final do recesso.

Na petição inicial, assinada pelo advogado Luiz Carlos Nunes da Silva, o ex-dirigente descreve que fez um empréstimo ao clube e o pagamento seria em 70 parcelas e que 20 foram quitadas e que o valor corresponde aos 50 meses restantes. “(…)Diante do exposto, requer a citação da Executada, para pagar em 03 (três) dias o valor de R$ 1.334.827,31 (um milhão, trezentos e trinta e quatro mil oitocentos e vinte e sete reais e trinta e um centavos) até dezembro de 2021, sob pena de penhora de tantos bens, quanto bastem para o pagamento da dívida, custas e honorários (…)”, afirmou a petição inicial, que está registrada no processo com o seguinte número: 1053346-60.2021.8.26.0114.

A petição traz em anexo os contratos que formularam a divida da Ponte Preta junto ao ex-dirigente, que nas últimas eleições do clube apoiou a Chapa DNA Pontepretana, que foi encabeçada por Eduardo Lacerda. O pleito foi vencido pela Chapa MRP, que indicou Marco Antonio Eberlin para comandar o clube pelos próximos quatro anos.

A reportagem do Só Dérbi entrou em contato com a assessoria de imprensa da Ponte Preta e disse que o clube aguarda a notificação judicial, que ainda não ocorreu, para tomar conhecimento do inteiro teor do processo. Assim que isso ocorrer, a instituição se pronunciará a respeito do caso.

(Texto e Reportagem: Elias Aredes)