Ivan: o presente positivo, uma reprodução saudosa do passado e um farol para o futuro da Ponte Preta em 2019

0
1.169 views

Ivan é goleiro da Ponte Preta. Talentoso. Fez uma temporada impecável. Falhas raras. Futuro brilhante. Terminamos a temporada e o arqueiro representa a Ponte Preta certeira do passado e aquela que poderá construir uma nova história.

Ivan remete a escola de goleiros de Valdir Peres, Carlos, Sérgio Guedes, João Brigatti, André Dias e Aranha. Gente forjada nos corredores do estádio Moisés Lucarelli. Capacidade para oferecerem dedicação a alvinegra. Depois arquitetaram novos voos e objetivos profissionais. Um legado que a Macaca tinha esquecido. Lembram-se das falhas de João Carlos? E dos vários goleiros contratados por anos e anos e sem a concessão de uma oportunidade para quem era feito em casa? Pois é. Era um sofrimento sem sentido.

A revelação de Ivan dá a senha ao futuro. A Macaca precisa centrar suas forças na revelação de jogadores. Investimento que poderá gerar recursos não só para fechar as contas em dia, mas para viabilizar o crescimento da estrutura.

A possível venda de Emerson por intermédio do Atlético Mineiro já uma prova de que a metodologia é um acerto. Provavelmente, a Macaca receberá R$ 6 milhões por ter revelado o atleta. Se não fosse pela cota de televisão, como a Ponte Preta arrecadaria tal quantia?

Craque pontepretano tem que ser revelado em casa. Que Ivan sirva de inspiração para que tal conceito seja levado até as consequências.

(análise feita por Elias Aredes Junior)