Parabéns ao presidente Sérgio Carnielli. A paixão foi vencida pelo cansaço. Por André Gonçalves

0
975 views

Sim, você leu certo.

Minhas felicitações ao real e único presidente da Ponte Preta desde 1997 se deve ao objeto alcançado.

Ao que parece, o único objetivo traçado.

Tomar conta de todos os setores do clube como se fosse seu (dele). Qualquer manifestação de oposição que desabrocha, é rapidamente ceifada.

O que mais se vê são torcedores cansados.

Cansados dos mesmos discursos tanto de quem comanda o clube como dos que comandam o time dentro de campo.

É lamentação demais para um clube com a história da Ponte Preta.

É incompreensível que defensores de Sérgio Carnielli consiga desvincular todos os presidentes eleitos e aclamados por indicação dele (Carnielli).

Ou alguém acha que Vanderlei Pereira (2015-2018) José Armando Abdalla (2018-2021) e agora Sebastião Arcanjo não foram colocados por ele na presidência?

A Macaca não consegue ou não quer se desvincular do presidente de honra (título concedido por ele mesmo, praticamente).

Isso evidencia imaturidade política e uma certa preguiça para articular novos meios de sair dessa mesmice que se tornou o clube.

Times emergentes surgiram com investimentos iguais ou menores mas com muito mais critérios.

Bragantino, por exemplo, foi adquirido pelo Red Bull Brasil e com todo staff, chegou ao patamar que à pouco era da Macaca.

Claro que não foram somente os R$ 45 milhões que levaram o Bragantino a essa posição, mas serve como exemplo de quão mal investido é e foi o dinheiro na Ponte.

Logo Carnielli, um empresário tão bem sucedido…

Vivemos uma mistura de sentimentos: a saudade de voltar ao Majestoso e o desânimo de ver o time jogar como no último jogo.

(Artigo de autoria de André Gonçalves-Especial para o Só Dérbi)