Pedro Maciel Neto pede licença da mesa do Conselho Deliberativo e expõe divergências com Tagino e Tiãozinho

0
1.473 views

Em carta protocolada junto a secretaria do clube, o vice-presidente do Conselho Deliberativo, Pedro Maciel Neto pediu afastamento de suas funções por um prazo de 90 dias.  Em uma carta de duas páginas endereçada ao presidente do CD, Tagino Alves dos Santos, o advogado justificou sua decisão com um problema de saúde e o fato de não conseguir contribuir com o andamento dos trabalhos do Conselho.

Para justificar, ele diz que muitos requerimentos foram encaminhados a todos os componentes da mesa do Conselho Deliberativo, mas tudo ficava centralizado nas mãos de Tagino. “(…) Presidente, sejamos cordatos, não posso ser responsabilizado pela gestão dos trabalhos da mesa, da qual não participei nem ficar a mercê de relações pessoais que comprometam a independência da mesa do conselho e sua missão frente ao conselho”, disse o advogado, em estocada em relação a amizade entre Tagino e o presidente Sebastião Arcanjo, o Tiãozinho.

Maciel Neto comprometeu-se na carta a incentivar a construção da modernização do clube, o que incluiria a construção de um novo CT, um estádio e um nova mentalidade administrativa.

Independente da opinião que se tenha em relação a atuação de Pedro Maciel Neto no Conselho Deliberativo, um fato é inequívoco: o grupo político que gravita em torno do presidente de honra, Sérgio Carnielli, perde musculatura dia após dia e sofre na atualidade a sua principal tormenta desde que assumiu o poder no estádio Moisés Lucarelli. Conta com maioria no Conselho Deliberativo, mas sofre com desfalque de alguns componentes e tem ampla antipatia popular. Não é pouco.

Resta saber quais serão os próximos capítulos desta saga. (Elias Aredes Junior)