Sergio Carnielli e a constatação: ninguém faz sucesso ou colhe fracasso de modo solitário!

0
319 views

Vamos combinar o seguinte: nos últimos 25 anos, o torcedor pontepretano tem motivos  para reclamar das atitudes, decisões e postura do presidente de honra Sérgio Carnielli. Se no começo as suas ações salvaram o clube da falência, é evidente que dia após dia ele mais afastou do que ajuntou pessoas em torno de si e do clube.

Como bem escreveu o companheiro André Gonçalves, as pessoas foram vencidas pelo cansaço.

Isso não pode servir de desculpa para esquecermos algo vital: e os seus aliados? E aqueles que estão ao seu lado até hoje? Não são responsáveis pelo estado pré-falimentar vivido pela Macaca?

Presentes em redes sociais e que concedem apoio cego ao presidente de honra  são corresponsáveis pela crise.

São parceiros do estado de caos.

E os malefícios são claros. Ao decidirem cultuar a figura de Sérgio Carnielli, eles deixam a Ponte Preta em segundo plano. Moisés Lucarelli, Sérgio Abdalla, Coronel Pettená, Lauro Moraes, Edson Aggio, Marcos Garcia Costa…Todos eles, para esses apoiadores, viram figuras minúsculas perto de Carnielli.

Está certo? Não, não está certo.

Tanto não está certo é que retirou-se do Salão Nobre a homenagem feito aos ex-presidentes do Conselho Deliberativo e da diretoria executiva. Se recolocaram ninguém avisou.

Ao apoiarem medidas como essas, tira-se da Macaca o seu requisito fundamental, que é a valorização do trabalho coletivo.

Este endeusamento irrestrito a Carnielli é tiro no próprio pé dos seus próprios apoiadores. Digamos exista um erro ou decisão administrativa clara e cristalina de Carnielli. Como essas pessoas terão moral de cobrar uma mudança de posição se eles anteriormente concedem apoio e irrestrito? Dizem amém e colocam mais areia no buraco.

Não existe líder sem liderado. Não há seita sem fanático. Carro sem combustível não anda. Sérgio Carnielli tem erros. Porém, ninguém colhe sucesso ou fracasso sozinho. Pense nisso.

(Elias Aredes Junior)