Um time ofensivo ou defensivo? O que será da Ponte Preta com Gilson Kleina? O que não dá é permanecer como está!

0
428 views

Jorginho, João Brigatti, Marcelo Oliveira e Fábio Moreno tentaram de todas as formas implantar uma metodologia propositiva na Ponte Preta. Fazer com que o time tivesse capacidade de encurralar o oponente e fazer gols. E de lambuja, um futebol de sonhos.

O que esperar desta nova gestão de Gilson Kleina? Por aquilo que foi visto na entrevista coletiva realizada na manhã desta quarta-feira, o roteiro pode ser alterado. “Hoje é o equilíbrio do ajuste desse time. Não vamos perder para a vaidade. Se optar por uma situação, vai ser para voltar a confiança de todos. Sabe que a torcida da Ponte quer sempre ver o time lá em cima, a gente mais do que nunca. Mas é pregar um jogo de cada vez, entregar trabalho, viver um dia de cada vez”, afirmou.

Se você não entendeu eu vou traduzir: a prioridade será defender. Jogar atrás. Fortalecer o sistema de marcação e se possível incutir velocidade.

Será frustrante para o torcedor. Não há dúvida. Agora, com esses jogadores já ficou provado que eles não sabem executar uma estratégia propositiva ou ofensiva. Gilson Kleina tem o direito de buscar outro caminho. Vai dar certo? Errado? O tempo dirá.

(Elias Aredes Junior)