Análise Guarani: a classificação deve ser comemorada. Mas os erros não podem ser esquecidos. Jamais!

0
452 views

O Guarani terminou a sua participação na Série A-1 do Campeonato Paulista. Até pouco tempo atrás eu considerava que a performance na competição regional não deveria ser levado em conta na hora de analisar o balanço da temporada. Não penso mais assim.

Apesar da classificação e o jogo programado contra o Corinthians, na quinta-feira, a montagem do elenco foi deficitária e os erros de gestão não podem ser ignorados. Para que não se chore mais tarde.

O Alviverde hoje é um clube de médio porte do futebol brasileiro. Tem um orçamento minguado em relação as principais potências. Ou seja, a margem de manobra é muito curta. Tremendamente curta. Ou seja, se o dirigente contratar um jogador de limitada condição técnica a reposição fica difícil. Por dois motivos: primeiro porque é necessária a quitação dos direitos trabalhistas. Depois existe a falta de opções no mercado de meio de ano. Quem está disponível está valorizado devido a boa performance nos campeonatos regionais. Geralmente, a saída é apostar nas categorias de base ou até mesmo em trabalhar o jogador que está no elenco.

Sim, não há como dourar a pílula: alguns jogadores bugrinos foram decepcionantes. Derlan e Ernando não convenceram em tempo algum. João Victor ficou mais marcado por seus erros do que por acertos. Resumo da ópera: contratar três novos zagueiros não seria nenhum exagero. Onde arranjar.

Madison joga, joga e comprova: Bruno Silva nâo tem substituto.  No ataque, apesar do esforço e da dedicação de Yago ninguém apareceu para substituir Bruno Sávio. Que já era marcado por uma irritante irregularidade. O torcedor precisava aturar 85 minutos de erros para vislumbrar cinco minutos de acertos. Sem contar que, se Giovanni Augusto sair o jeito será apostar que Marquinhos Gabriel aceite um rebaixamento de padrão salarial.

Michel Alves errou na reposição das peças. O torcedor e o técnico Daniel Paulista pagaram o preço.

Que Daniel Paulista encontre uma maneira de dirimir suas debilidades para o jogo contra o Corinthians. E que a trajetória seja mais suave a Série B do Campeonato Brasileiro.

(Elias Aredes Junior-Foto de Thomaz Marostegan-Guarani F.C)