Êxtase no Torneio do Interior não pode esconder o óbvio: a campanha pontepretana no Paulistão deixou a desejar

0
289 views

Festa, delírio e êxtase com a classificação da Ponte Preta para a classificação na Copa do Brasil.

Satisfação plena pela reabilitação do goleiro Ygor Vinhas e uma injeção de ânimo no trabalho do técnico Fábio Moreno, altamente contestado. Temo que esta euforia acabe inflando o protagonismo do Torneio do Interior.

É duro dizer, mas a competição é prêmio de consolação.

Não apaga o fracasso de sequer chegar as quartas de final. De ficar atrás da Ferroviária. Não esqueça: a Ferrinha  não vai disputar a Série B. Então, por ter calendário mais completo e acesso a recursos, a Macaca era que tinha obrigação de enfrentar o São Paulo no Morumbi na última sexta-feira.

Ninguém pode desprezar um prêmio de R$ 252 mil e a possibilidade de uma vaga direta na Copa do Brasil, sem necessidade torcer por colocação no ranking.

Mas o Torneio do Interior não pode apagar a campanha ruim na fase preliminar e a necessidade de ajustes para a segundona nacional.

Neste futebol altamente competitivo, não dá para viver de ilusão.

(Elias Aredes Junior)