Guarani 1 x 0 CSA(AL): Bastou um lampejo de Régis e os três pontos viraram realidade

0
400 views

Sem apresentar um futebol de encher os olhos, o Guarani fez o suficiente para vencer o CSA por 1 a 0, em jogo realizado na tarde de ontem no estádio Brinco de Ouro e válido pela Série B do Brasileirão. O placar deixou o Alviverde com 37 pontos e agora o Alviverde terá tempo para se preparar antes do confronto com a Ponte Preta, dia 17, sexta-feira, no Majestoso.

Decepção é uma palavra para traduzir a atuação bugrina no primeiro tempo. Dois fatores foram preponderantes. O primeiro foi a lentidão da equipe para fazer a transição ofensiva, excetuando-se a volúpia do volante Rodrigo Andrade. Apesar da movimentação, Bruno Sávio errava passes e não era auxiliava por Andrigo, sem a imaginação exigida pelo confronto.

Enquanto isso, o CSA bloqueava os espaços e quando tinha a bola utilizava a estratégia de chute e média distância, ora com Bruno Motta, Marco Tulio ou com o meio-campista Silas. Geovane, por sua vez, coordenava as jogadas.

A apatia pedia uma mudança de postura e no segundo tempo, o técnico Daniel Paulista apostou na entrada de Régis no lugar de Andrigo e Maxwell no lugar de Lucão do Break. O resultado veio logo a um minuto, quando Julio César fez boa jogada pelo lado direito e tocou para Bruno Sávio, que preparou o terreno para ao arremate fatal de Régis: 1 a 0

A monotonia retornou ao gramado, apesar das alterações do CSA e da pressão exercida pelo alto. E o Guarani, ao perder Thales por lesão, precisou alterar a construção do sistema defensivo. Diante disso, as ameaças não cessavam como aos 20min, em conclusão de Yuri Castilho e que bateu no lado externo da rede.

Aos 45min, Bruno Motta cabeceou com perigo e Rafael Martins operou importante defesa. Apesar do sufoco tomado, o Guarani fez o suficiente para assegurar os três pontos e assegurar uma preparação tranquila antes do clássico.

(Elias Aredes Junior-Foto de Matheus Marostegan-Guarani F.C)