Guarani faz consulta por goleiro campeão carioca pelo Vasco

2
738 views

O Guarani está pesquisando o mercado nacional para tentar contratar um novo goleiro. Com Vagner de saída, Leandro Santos num impasse para renovar contrato e Passarelli, longe de se ruma unanimidade, a diretoria deve trazer um reforço para a posição em 2018. Felipe Alves, do Audax, e Lucas Perri, do São Paulo, chegaram a negociar, mas não avançaram nas conversas. O alvo da vez é o ex-vascaíno Diogo Silva.

O representante do goleiro de 31 anos, titular do Luverdense há duas temporadas, confirmou o contato bugrino em contato com a reportagem. “O contrato seria por empréstimo, mas agora está nas mãos dos dois clubes”, disse Thiago Guimarães. O contrato de Diogo Silva com o time mato-grossense vai até dezembro do ano que vem, mas uma dívida entre clube e atleta é empecilho para continuidade em Lucas do Rio Verde.

Apesar do rebaixamento na Série B, Diogo Silva foi um dos destaques da equipe de Junior Rocha. O goleiro teve boas atuações contra o próprio Guarani – com vitória no primeiro turno e empate sem gols no segundo -, sem sofrer gols. Com 63 defesas difíceis, foi o segundo goleiro com mais execuções deste fundamento, ficando atrás apenas de Marcelo Rangel, do Goiás.

O técnico do Bugre, Fernando Diniz, busca um atleta que atue com os pés. Felipe Alves, do Audax, encabeçava a lista, mas a alta pedida salarial emperrou a negociação. Com Lucas Perri, do São Paulo, encaminhado ao Vila Nova, o nome de Diogo Silva apareceu como alternativa para direção. De acordo com Thiago Guimarães, o arqueiro está animado com a possibilidade de jogar em Campinas. “Muito, o Guarani é um time de massa”, reiterou.

Diogo Silva foi revelado pelo Vitória em 2005, mas foi no futebol carioca que obteve destaque. Atuou com as camisas do Nova Iguaçu, Americano, Mesquita, Bangu e chegou no Vasco em 2011, onde conquistou a Copa do Brasil e o Campeonato Carioca. Passou pelo XV de Piracicaba em 2015 antes de se transferir para o Luverdense no ano passado.

(texto e reportagem: Júlio Nascimento/Foto: Dhavid Normando-Futura Press)

2 Comentários

  1. O Passarelli poderia ter uma oportunidade como titular no início da A2. Os nomes dos goleiros pretendidos pela diretoria não são superiores aos que estavam disputando a série B.