Lucca muda de função e Ponte sofre com falta de gols no Brasileirão

0
807 views

A Ponte Preta tem 20 gols marcados após o encerramento do primeiro turno do Brasileirão. E 50% deles marcados por um só jogador. Lucca, com 10 tentos, foi o grande protagonista da Macaca na primeira metade da competição nacional, mas criou uma dependência no ataque pontepretano. Sem ele, o único atleta que marcou mais de um gol foi Emerson Sheik, com 2, além de Clayson – responsável por dois dos 20 gols da equipe na Série A, mas negociado com o Corinthians desde maio.

São seis atletas que balançaram a rede uma vez com a camisa da Macaca, mas apenas Renato Cajá e Léo Artur dos atletas que compõe o sistema ofensivo da equipe. Atacantes que foram utilizados como Negueba, Yuri, Claudinho, Maranhão e Felipe Saraiva ainda não contribuíram com gols para o time do técnico Gilson Kleina – dono do quarto pior ataque do Brasileirão (atrás de Avaí, Atlético-GO e Atlético-MG).

Nos dois últimos jogos, a equipe ficou no empate sem gols contra Vasco da Gama e Fluminense. Anteriormente havia perdido por 3 a 1 para o Vitória com Elton marcando o único gol pontepretano. Curiosamente, nesses três jogos a comissão técnica mudou o posicionamento de Lucca. O camisa 9 estava atuando centralizado e chegou a vice-artilheria neste setor, mas principalmente nos dois últimos jogos atuou aberto pelo lado esquerdo e precisou acompanhar o lateral para ajudar na recomposição defensiva.

Em coletiva de imprensa Kleina defendeu a escolha e fez uma comparação com o líder do Brasileirão. “Não estamos sacrificando o Lucca. O futebol funciona assim hoje. O Romero, do Corinthians, também volta para marcar”, enfatizou. Ele comandará a Ponte no final de semana na tentativa de quebrar a sequência de três partidas sem vencer diante do Sport, em Recife, na abertura do segundo turno. A Macaca está na 14ª posição com 23 pontos – quatro de vantagem para o Z4 e quatro de desvantagem para o G6.

(texto e reportagem: Júlio Nascimento)