Ponte Preta, Ivan e a lição produzida: não dá para revelar talentos e ficar com os bolsos vazios

0
468 views

Mesmo sem vestir a camisa pontepretana e já com o pensamento no Corinthians, o goleiro Ivan ainda gera controvérsia. Na tarde desta terça-feira, dia 18, uma matéria publicada pelo site “Meu Timão” mostra um choque de opiniões entre o presidente da Ponte Preta, Marco Antonio Eberlin e o diretor de futebol do Corinthians Roberto de Andrade.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, Eberlin  esclareceu informações sobre o negócio. O dirigente pontepretano afirmou que a divida será transferida para o Corinthians. “Esses valores são pessoais entre Corinthians e Ponte Preta, algo mais restrito, mas é bem distante desse valor que você está dizendo. Posso dizer que a Ponte tem um mútuo a ser honrado. Vamos transferir possivelmente a divida para o Corinthians, mas é longe do que você está falando. Ele é formado aqui na nossa base, tem grande potencial, mas chegou o momento de sair, até porque não posso competir com o Corinthians em questão salarial. E porque tenho compromissos a honrar. Mas é muito distante desse valor”, afirmou o dirigente pontepretano.

Minutos depois, em declaração ao site da Gazeta Esportiva, Roberto Andrade emitiu uma versão conflitante. “Ele (presidente da Ponte) não vai transferir dívida nenhuma. Nós estamos comprando o atleta da Ponte Preta, pagaremos à Ponte. O que ele vai fazer com o dinheiro não é problema nosso. Nem podemos pagar a terceiros”, disse o dirigente ao site.

O tema tem que merecer uma análise. E que não tem relação com o presente e sim com o passado. Como a Macaca permitiu que Ivan fosse utilizado dessa maneira? Seus direitos econômicos, na prática, foram utilizados por administrações passadas para maquiar um quadro financeiro que na atualidade encontra-se em patamar dramático. Como ninguém interferiu para que tal operação não fosse realizada? Onde estava o Conselho Deliberativo?

Eberlin afirma com todas as letras que a dívida será transferida ao Corinthians como parte do pagamento. O  que espera o torcedor pontepretano em médio e longo prazo é que na próxima venda de jogador da Macaca que o assunto principal seja o valor a ser destinado a Alvinegra e nunca, jamais o lamento de ver uma revelação sair do Majestoso e o clube ficar com os bolsos vazios. Isso precisa acabar. Urgente.

(Elias Aredes Junior- foto Arquivo)