Ponte Preta vence Ferroviária e respira contra rebaixamento

0
758 views

O fantasma do rebaixamento deu uma trégua para a Ponte Preta. Na noite deste sábado, pela nona rodada do Campeonato Paulista, o time voltou a jogar mal, mas com lances pontuais, venceu a Ferroviária por 2 a 1. A partida ocorreu no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Apesar do técnico Gallo ter melhorado a Ponte Preta nos últimos jogos, o time ainda continua com dificuldades para criar. A Macaca arriscou bastante nos lançamentos, e a criatividade ficava limitada. O destaque ficou para o treinador, que chegou à terceira vitória no comando do clube campineiro.

Com a vitória, a Ponte Preta chegou aos 12 pontos e chegou na segunda colocação Grupo B, ao lado do Palmeiras, mas perde no saldo de gols (6 a -1 para o clube da capital). Na classificação geral, a Macaca é a 11ª colocada. A Ferroviária perdeu a liderança do Grupo C, pois ficou com 13 pontos, os mesmos do São Paulo, que tem um jogo a menos, além de um gol a mais de saldo.

DIFERENÇAS
A partida começou com duas estratégias definidas, e bem diferentes. A Ponte Preta usava da força física e de jogadas de velocidade para chegar ao ataque, enquanto a Ferroviária, com passes curtos, se aproveitou principalmente do lado esquerdo para criar suas chances.

A primeira grande chance do jogo foi dos donos da casa. Clayson desarmou o zagueiro da Ferroviária no campo de ataque, levou a bola até a área e bateu rasteiro, no meio do gol, mas sem força e perdeu uma bela oportunidade de abrir o placar. Aos nove minutos, a Ferrinha respondeu com Alex Silva, que recebeu cruzamento de Wescley, se antecipou à zaga, mas errou o alvo.

PANCADA ABRE O PLACAR
Aos 14 minutos, em uma jogada de velocidade, Reinaldo recebeu passe de Wellington Paulista e soltou a bomba no canto direito de Alexandre Cajuru. Os visitantes, aos 20 minutos, perderam chance incrível de empatar o placar. Fernando Gabriel lançou Rafinha pelo alto. O atacante tocou de cabeça para Juninho, que, sem goleiro, não alcançou e desviou pela linha de fundo.

Mesmo com o gol, a partida manteve o mesmo ritmo para ambos os lados. A Ferroviária criando com mais qualidade, e a Ponte Preta retraída e tentando chegar com lançamentos. Aos 25, outra chance desperdiçada pela Ferrinha. Wescley cruzou na área, Rafinha dominou livre e bateu no canto esquerdo. Jeferson se jogou e conseguiu tirar a bola antes de chegar ao gol.

A Ferroviária continuava mandando no primeiro tempo, e aos 35, Rafinha dominou na entrada da área e bateu. Rhayner conseguiu desviar e salvar a Macaca de sofrer o primeiro gol.

MUDOU E VEIO O EMPATE
A segunda etapa começou um pouco diferente. A Ponte Preta jogando com mais confiança não abria tantas brechas. Mas, aos 14 minutos, Jonas acertou Danielzinho por trás e o árbitro marcou pênalti. Fernando Gabriel foi para a cobrança e empatou a partida.

A Macaca precisou tomar um gol para acordar na partida e ir para cima da Ferroviária. Mesmo desorganizada, ela se mantinha no ataque e tentava chegar às redes. Aos 25 minutos, Reinaldo chegou pela lateral e bateu forte, mas a bola balançou a rede pelo lado de fora.

Aos 30 minutos minutos, Jonas recebeu na entrada da área e mandou uma bomba, que passou raspando a trave  direita do goleiro Alexandre Cajuru. Aos 38, Alexandro recebeu de Ferrugem, tirou do goleiro, mas errou o chute.

Então, aos 44 minutos, quando os torcedores já abandonavam o estádio, . Wellington Paulista pegou sobra na entrada da área após furada de Juninho, entrou no meio da defesa da Ferroviária e chutou na saída de Alexandre Cajuru, fazendo o gol da vitória.

A próxima partida da Ponte Preta será fora de casa, no próximo sábado, em Capivari, contra o Capivariano, a partir das 18h30. A Ferroviária atua em casa, às 18h30, no domingo, quando recebe o São Bernardo.

(Texto e reportagem: Thiago Rovêdo – Especial para o Só Dérbi – Foto Pontepress)

FICHA DO JOGO

PONTE PRETA

João Carlos; Jeferson, Fábio Ferreira, Douglas Grolli e Reinaldo; Jonas, João Vítor e Rhayner (Ferrugem); Felipe Azevedo (Felipe Menezes), Wellington Paulista e Clayson (Alexandro).
Técnico: Alexandre Gallo

FERROVIÁRIA

Alexandre Cajuru; Alex Silva (Igor Julião), Wanderson, Marcão e Thallyson; Juninho, Rafael Miranda, Wescley e Fernando Gabriel; Rafinha (Danielzinho) e Tiago Adan (Caíque).
Técnico: Sérgio Vieira

Gols: Reinaldo aos 14 minutos do primeiro tempo; Fernando Gabriel aos 14 minutos e Wellington Paulista aos 44 minutos do segundo tempo;

Renda: R$ 43.235

Público: 4.109 pagantes

Cartões Amarelos: João Vítor e Jonas (Ponte Preta); Danielzinho e Thallyson (Ferroviária)

Árbitro: José Cláudio Rocha Filho

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas