Análise: os simbolismos emitidos por Tite na convocação de Ivan para a Seleção Brasileira

0
794 views

A convocação do goleiro Ivan para os amistosos da Seleção Brasileira contra Colombia e Peru traz alguns simbolismos que não podem ser ignorados. Características que demonstram por A  mais B que a Ponte Preta tem motivos de sobra para celebrar.

O primeiro fato é que Tite deu um recado de que todos os clubes são observados, sejam nas séries A ou B e que a Ponte Preta teve a sua representatividade reafirmada dentro da CBF. Não por mérito dos dirigentes. Nada disso. E sim por sua trajetória como fornecedor de talentos para as seleções de base e principal, algo que vem desde a década de 1970. Tite com a convocação de Ivan avisa que está de olho no celeiro de revelações que está no estádio Moisés Lucarelli. Lógico, desde que o trabalho seja bem feito e os atletas apareçam.

Chamar Ivan é um belo combustível na autoestima do torcedor pontepretano. Percebam: a convocação não foi de qualquer atleta adquirido de algum rincão perdido ou oriundo de outro mercado emergente. Foi alguém forjado e revelado no Majestoso.

Motivos mais do que suficiente para encher o torcedor de orgulho e nutrir a convicção de que o perfil da Macaca é de exibir novos talentos ao futebol nacional. Não sejamos tolos: Tite certamente teria opções entre os gigantes e para defender a Seleção Olimpica. Se tomou a decisão foi porque viu potencial no goleiro e também porque confia na linha de trabalho do clube de origem do jogador.

Não há como esquecer  de que isso incentivará os companheiros de equipe. É uma comprovação de que existe qualidade e capacidade para brigar pelo acesso. Convenhamos: se não existisse nenhum potencial técnico os empresários de Ivan já teriam lhe sugerido para procurar uma outra agremiação para demonstrar o seu futebol.

Jogadores do Sub-20, Sub-17 também reafirmaram em suas mentes o conceito de que defender as seleções de base não é rito de passagem. Não é perda de tempo. É um estágio vital para que os responsáveis pelo time principal verifiquem talentos. Obvio que o desempenho de Ivan na Ponte Preta foi monitorado e observado. Só que sem a sua boa apresentação no torneio de Toulon certamente o quadro poderia ser diferente.

Independente de tais fatores, o torcedor pontepretano pode e deve comemorar. O clube está fixado como player de ponta do futebol nacional com a convocação. Não é pouco.

(Elias Aredes Junior)

Deixe Um Comentário