No jogo contra a fome, Guarani marca golaço; neste campeonato, Bugrinas em Ação já faturou muitas taças. Vamos seguir o exemplo?

0
315 views

O Guarani enviou vídeos e textos para registrar a ação ocorrida na Associação Nazarena Assistencial. Entrega de cestas básicas ao povo carente. Bela atitude. O Guarani dá uma mostra de que futebol vai muito além do gramado, dos três pontos ou das contratações. Pode ser e deve um catalisador social.

A postura bugrina é vital  quando vemos o crescimento dos índices de desemprego, do pânico presente nos hospitais envolvidos na luta contra a Covid-19 e com flagelo da fome rondando as nossas nucas.

Queria que tal procedimento fosse sistemático, incessante.

E o Guarani tem em quem se espelhar.

O trabalho do “Bugrinas em Ação” é exemplar. Se o Guarani, enquanto instituição, marcou um golaço nesta partida contra a fome, eu poderia dizer que o Bugrinas em Ação não vence somente jogo. Ganha campeonatos seguidos na luta contra a pobreza e no amparo aos desabrigados. As meninas não se abatem com a ausência de recursos. Rifas, doações, mobilizações…Vale tudo para proporcionar alento para quem vive em um país desigual.

Ruas e avenidas de Campinas tem a marca deste trabalho social. Mulheres que esquecem as agruras machistas sofridas no futebol e utilizam o Guarani para propagar uma ação social.

De algo tanto Guarani quanto Bugrinas em Ação não pode esquecer: a luta não cessa. Não pode parar.

(Elias Aredes Junior)