Gilson Kleina alerta sobre a necessidade de melhoria da infraestrutura da Ponte Preta. Ele será ouvido?

0
387 views

Na sua entrevista coletiva concedida na sexta-feira, o técnico pontepretano Gilson Kleina abordou um tema vital. Uma diria um pré requisito de sobrevivência em um futebol cada vez mais selvagem e disputado: a melhoria de infraestrutura. Clubes de diversos tamanhos e competições exibem dia após dia Centros de Treinamentos modernos e equipamentos que possibilitam uma recuperação mais rápida do jogador em determinados tipos de lesões. Sem contar a economia com hospedagem ao construir alojamentos para concentrações.

Sem meias palavras, o técnico foi feliz em sua abordagem. “Em que parte do orçamento podemos transferir em melhoria de infraestrutura? Isso se faz necessário! É melhoria no gramado, melhoria na situação de recuperação de atleta, de material para monitorar e melhorar essa tecnologia. Tudo isso tem custos”, disse o técnico, que elogiou ainda a iniciativa da construção da Arena.

Sejamos claros: em comparação com os concorrentes de Série B e do Paulistão, a Ponte Preta tem um CT correto, mas defasado. O exemplo é recorrente, mas vale a pena repetir: é inadmissível que o Mirassol, com um calendário de jogos mais restritivo que o da Alvinegra tenha erguido um Centro de Treinamento moderno e mais equipado do que o da Ponte Preta.

Vou além: existe defasagem de profissionais. O colegiado do futebol conversa sobre jogadores, veta contratações, indicações, patrocina reforços e as vezes não enfatiza em seu discurso a contratação de um psicólogo com especialidade em esportes de alto rendimento para dar suporte e orientações desde o primeiro dia de pré-temporada.  Se este profissional fosse atuante será que o atacante Bill do Flamengo teria a explosão de emoção no microfone da EPTV após fazer um gol contra o Brasil de Pelotas? Será que a estadia dele não seria diferente?

Fato é que o futebol mudou. Exige mais e melhor dos seus personagens. Contratar bons jogadores, contar com diretor de futebol antenado já não é suficiente.

De um jeito ou de outro o recado de Gilson Kleina: ou a diretoria se mexe ou qualquer treinador que passar pela Macaca será candidato a protagonizar decepções no futuro.

(Elias Aredes Junior)

Deixe Um Comentário